Vídeos
 

 

 

DESERTO DO ATACAMA e MENDOZA - ARGENTINA

PARTIDA DIA 07 DE MARÇO às 6:20 h RETORNO 28 DE MARÇO 2009

 

 

 

 

 

Fotos: Ricardo Bruno

 

DOGS:  ROBERTINHO, PETER, MAURINHO, DIDI,  BALTA e convidados LELINHO e TYNDARO

 

 - No primeiro dia de viagem (06/03) partiram as 6:20h de sábado e chegaram a Ourinhos às 17:30h rodando em torno de 820 Km com uma estrada espetacular e ótimo clima.

 - No segundo dia  partiram de Ourinhos as 7:00h e chegaram em Foz do Iguaçu as 17:00h, com um excelente dia de estrada, rodando uma média de 950 Km.

 - Terceiro dia, percorreram o trecho entre Foz do Iguaçu e Sanz Peña na Argentina, e tomaram uma multa por excesso de velocidade, chamada "propina" ou "multa pedágio" de 130 pesos, muito comum na Argentina.

 - Partiram  as 8:00h de Sanz Peña em direção a Salta, no pé da cordilheira dos Andes e  o objetivo é chegar a  San Pedro do Atacama, 5000m acima do nível do mar.

 

Texto por Baltasar: Ai galera chegamos em Salta no pé da cordilheira dos Andes. O nosso querido Peter realmente comprou um terreninho entre Sanz Peña e Salta, mas foi pequenino, somente arranhou um pouco as papagaiadas que ele tem na moto.  O Didi é o capitão da estrada, estamos fazendo uma ótima viagem, as estradas são infinitamente retas.......... não dá para ver o final da reta, é um descampado enorme, muitos animais cruzando a nossa frente, o Didi já comeu três pássaros e quase um urubu... eu quase comi um cachorro.  Besouros e insetos comemos muitos, é bom porque são cheios de proteínas. Os dois convidados (Lelo e Tito = parece dupla sertaneja...) são fantásticos, muito companheiros e preocupados com o grupo e o melhor de tudo... Não dão palpite..................  Robertinho quebrou a camisa....... 4 dias com a mesma, ficou tão dura que quebramos ela.... Peter esqueceu o Maurinho no hotel quando fomos jantar em Foz, uma lastima...... o pobre ficou altamente sentido............... e com fome. Robertinho ficou dormindo para casseta hoje.. saímos tarde por culpa dele, a desculpa foi que estava fora do fuso horário, mas quando entramos no quarto dele e do Maurinho, os dois estavam enrolados dormindo que nem duas bibas cansadas.  Estamos pagando pedágio para tudo que é guarda ..... "UNA CONTRIBUICIÒN, DENTRO DE SU POSIBILIDAD POR FAVOR...... só nessas palavrinhas mágicas dos guardas, já dançamos em centos de pesos.... ta foda..... Amanha estaremos subindo 5000 metros para San Pedro de Atacama.............. está nublado, e fazendo frio, vamos ver se vai chover no deserto mais seco do mundo......

 

Saímos de Salta em direção ao Deserto do Atacama, o amigo do Robertinho havia dito que Salta era muito parecido com Madrid... bom eu conheço Madrid como a palma da minha mão e não vi um canto parecido com Madrid, mas como cada um tem sua opinião sobre as coisas, fica aqui a minha decepção, quanto ao comentário. Ficamos em um bom hotel, comemos em uma boa parrilla, mas fica ainda bastante longe da capital Espanhola.

  Começamos a subir os Andes em direção a Cidade de San Pedro de Atacama. Antes disso quando estávamos saindo de Salta eu ofereci carona para três policiais que ficaram a 28 Km de Salta, era o meu passaporte para as barreiras que fazem nas entradas e saídas das cidades... um verdadeiro ROUBO a mão armada aos viajantes, caímos em todas as barreiras nas estradas e a conversa sempre era a mesma: "Una Contribuiciòn por favor, dentro de sus possibilidades" essas eram as palavras dos policiais na Argentina, fora claro a emboscada que fizeram contra a gente em Pousadas: dois carros patrulhas nos extorquiram 130 Pesos por moto com delitos inventados. Por isso a carona para os três policiais, para ver se ficávamos amigos deles... rsrsrsrs.
 


Começamos a subir os Andes, chegamos entre belas paisagens a 4700 metros de altitude, o ar começou a faltar em nossos pulmões e em nossas motos, não passavam de 100km/h e a tonteira tomava conta de nossas cabeças, sem contar o cansaço que faz a falta de ar (começamos a entender o que acontece realmente com os aventureiros que escalam montanhas muito altas). Paramos em um local para tirar fotos e uma indígena nos deu folhas de coca para colocar no canto da boca para amenizar os sintomas, e acreditem... deu certo...

A travessia por essa parte dos Andes é muito mais intensa do que por Mendoza ou por Bariloche, as altitudes parecem ser bem maiores e os efeitos bem piores. Em um determinado momento o cabo de retorno do acelerador do Robertinho se rompeu, tivemos que parar para consertar, todos os movimentos eram extremamente cansativos, depois de acertado, foi a vez da moto do Tito ficar sem gasolina, e acreditem, existe um posto de gasolina somente em toda a travessia, tem duas bombas da época das caravelas e se não tiver gasolina è por ali mesmo que vc tem que ficar, no único hotelzinho que tem perto do posto estrategicamente, claro.

 

Comemos alguma coisa nesse ponto e continuamos a percorrer a nossa maratona, faltavam mais ou menos 300 km para chegar ao Atacama, já era de tarde e resolvemos nos aventurar para chegar naquele mesmo dia... sorte e azar... Azar porque tivemos ainda que enfrentar uma altitude de +- 4800 metros no final da tarde com temperaturas que chegaram a quase -12ºC, isso mesmo (sorte que era seco), a noite chegando e a descida parecia não terminar, os efeitos da altitude, o frio e sol se pondo a Oeste bem na nossa frente, faziam dos últimos quilômetros uma eternidade, tanto que quando chegamos em S.P. Atacama, nos abraçamos para comemorar a vitória, isso mesmo havíamos conseguido superar todas as adversidades naturais que nos impuseram. A sorte foi que no dia seguinte houve uma baita nevasca em toda a serra e foi interrompida a passagem por três dias.

Chegamos em San Pedro de Atacama, um vilarejo de casas de barro no meio de um imenso deserto, imenso mesmo, um vale cercado por montanhas imponentes por todos os lados, fomos comer alguma coisa e..... dormimos como pedras.

Ficamos em ótimo hotel chamado Kimal, creio que e o melhor da região, no dia seguinte fomos visitar as lagoas salgadas, è impressionante que vc mergulha e não consegue afundar, porque elas tem 7 vezes mais sal que o mar, e a água fica tão densa que você consegue caminhar sem tocar no fundo ( o fundo dos lagos è incalculável, não tem como medir ao certo).

 

Depois fomos aos OJOS DEL SALAR, são dois buracos feitos por dois meteoritos com água salobra onde alguns de nos mergulhamos de uma altura de uns 4 metros em direção ao buraco que também è super profundo. Depois de mergulhar nesses buracos, fomos conhecer as tão famosas Salinas de Atacama, são verdadeiros espaços totalmente brancos feitos unicamente de sal, a explicação è que duas placas se chocaram a milhões de anos atrás, elevando-se e empoçando uma quantidade enorme de água do mar nesse imenso vale, e essa água pouco a pouco foi se evaporando deixando somente o sal. Bom agora vem a parte interessante, nesse pedaço maravilhoso do mundo só chove uma ou duas vezes ao ano (não se esqueçam que é o deserto mais seco do mundo), bom chegaram os Dogs......... Não só caiu um temporal muito grande como também.... ACREDITEM.... "CAIU MUITO GRANIZO", foi tanto que deixou o deserto todo branco, o motorista da Van e o Guia estavam apavorados, imaginem quilômetros a dentro do deserto em estradas de terra que de repente estavam cheias de água e granizo...... pura lama, e a vam desesperadamente percorrendo o caminho de volta ate a estrada, correndo contra o tempo e se enfiando em verdadeiras areias movediças.... foi emocionante.

Bom, no dia seguinte fomos aos rios termais, são rios de água morna que descem das montanhas com água bem quente, nisso os geisers estavam fechados devido as nevascas e as chuvas. Impressionante e que havia me esquecido, é que existe um MC nos Andes que se chamam: "DIABLOS DEL DECIERTO", eles deixam por toda a travessia dessa parte dos Andes, garrafas pet´s com gasolina para pobres motociclistas que ficam sem elas. Em Atacama fomos comer varias vezes no restaurante Adobe, que tem uma excelente comida e um bom preço.  Já no sábado saímos para Antofagasta que fica no litoral, è uma cidade acolhedora, nada de mais que fica encravada entre o deserto e o Pacifico, nos alojamos no Holiday Inn e fomos diretos nos banhar no mediterrâneo, mas claro antes o Peter nos convidou para um lanche no MAC DONALD. O mar é maravilhoso, uma água super límpida e com uma temperatura agradável.

No domingo enfrentamos 900 km pensando que eram 700...... um pequeno erro de cálculo, e também o único. Foi a primeira vez que rodei 333 km sem parar a moto, tanto que quase chegando a La Serena o Tito ficou sem gasolina, muitas das vezes a simples falha de não parar em um posto só porque vc colocou gasolina a 70 km atrás, é um erro que vc se da conta quando fica na mão. Nesta parte é comum vc rodar 250 km sem posto, por isso tem que se aproveitar qualquer um. Bom não foi nada de mais, Didi e eu andamos 60 km e trouxemos gasolina para o coitadinho.......

 

Saímos de La Serena e rodamos 470 km até aqui em Santiago, onde já comemos em um bom restaurante umas maravilhosas guloseimas marítimas, e ficamos alojados em um ótimo hotel que se chama NERUDA (www.hotelneruda.cl).
Nós fomos na HD consertar as motos que precisam de um reparos e limpar as outras...  Na quarta partimos para Mendoza, chegamos a noite, e não enfrentamos tanta fila na Aduana.

Ficamos em Mendoza até Domingo, quando começou a nossa viagem de retorno.

 

 

 

 

Meus nobres e queridos cachorros, ontem à noite estive falando com o grupo que retorna do Chile e tiveram um problema com a roda do Lelo que foi mal montada em Santiago.
Gostaria de fazer um agradecimento especial a Loja da Harley em Porto Alegre, onde eles ficaram ontem até altas horas da madrugada, para tentarem consertar a roda, já que os rolamentos haviam se fundido na roda, devido as altas temperaturas que chegaram.
Uma frase do gerente Julio foi muito marcante: -"Vamos ficar aqui até conseguirmos colocar essa moto novamente na estrada, independente da hora!"
Então gostaria de agradecer ao gerente Julio e o mecânico Diego, pela dedicação e esforço que tiveram para manter o nosso trem na estrada.

 

Aqui fica também uma mensagem para um suporte muito querido que me acompanhou durante vários quilômetros.

 

OBRIGADO LELO PELO ALMOÇO MARAVILHOSO QUE VC OFERECEU AOS IRMÃOS DOGS EM UMA HOMENAGEM E RETRIBUIÇÃO AO CARINHO QUE VC FOI RECEBIDO NO NOSSO TREM, MAS FIQUE CERTO QUE VC CONQUISTOU TODO O NOSSO CARINHO PELA FORMA MARAVILHOSA DE VOCÊ SE TORNAR UM EXCELENTE SUPORTE E UM COMPANHEIRO INSUBSTITUÍVEL DE ESTRADA.... mesmo com suas câimbras......... O ALMOÇO FOI NO MERCADO CENTRAL DE SANTIAGO COM TODOS OS TIPOS DE FRUTOS DO MAR, INCLUSIVE O TAL SUCO DE ORIÇOS QUE O PETER COMENTOU..................

 

O RETORNO DA VIAGEM

 

 

 TEXTO DO PETER DESCREVENDO A VIAGEM

 


Prezados Irmãos,

Cheguei hoje de Mendoza e terminei a viagem dos meus sonhos,apesar de ter comprado um terreno (muito muito baratinho) num dos lugares mais isolados da viagem entre a Cidade de Salta e as Cordilheiras em um desvio com lama a Ultra se comportou como uma Ultra saiu de traseira e depois de frente deu um cavalo de pau de 180 e escorregou por cima de mim (eu estava a 10km p/hora), mas graças a Deus tanto a moto quanto a mim seguimos viagem sem nenhum problema.Gostaria de sugerir a todos os nossos irmãos que não deixem de fazer esta viagem pelo menos uma vez. A jornada é árdua mas compensadora,as paisagens de tirar o fôlego! O Passo de Jama 4.870m é espetacular!A gente não consegue respirar nem as motos, você vai subindo subindo por uma estrada perfeita, retas de 200km e após chegar ao clímax (4870m), Há e os caras do Clube Perros del Inferno,que sobem e descem a Cordilheira com suas Choppers de um Cilindro distribuindo Pets com gasolina pela estrada,a gente estava consertando a moto do Robertinho e vimos uma destas Pets na beira da Estrada e pensávamos que era mijo,mas pasmem era gasolina!Bem depois você chega a Susque um Vilarejo com um Hotel e Restaurante acolhedor repleto de andarilhos,caras que atravessam a Cordilheira a pé e de bicicleta enfim aventureiros de todas as espécies e nacionalidades e claro Bikers,Harleys,BMW,Yamahas o diabo!!Tinha um americano viajando sozinho em uma Yamaha 650 que só andava fora da estrada! Gente indo e vindo da Bolívia,Peru,Colômbia,Chile muitos Suíços e claro tinha um Posto,tanque cheio,barriga cheia e começa a descida do Altiplano Andino que Espetáculo!!! Estrada perfeita ,retas e mais retas as Montanhas mudam de cor,as matizes são incríveis o brilho das planície
De sal e o sol na nossa cara ofuscam tudo,você desce aproximadamente 300km pelo altiplano e chega a Sp. Do Atacama,hotel maneiro graças ao nosso querido Balta(nenhuma viagem seria tão boa sem ele) 02dias de deserto visita a lagos salgados,minha Espinha dói muito(mas como diz meu Bedel Hebert quem tem espinha é peixe,a gente tem é Coluna).Bem agora bola pra frente,continuamos descendo para Calama viagem tranqüila e finalmente
Oceano Pacifico,Antofagasta com direito a lavar a bunda no Oceano e Mcdonalds de graça,noite bem dormida,dia seguinte 15/3 maior esticada da viagem 908km para La Serena,falta gasolina e a viagem é meio complicada muito calor e falta de umidade e a estrada bem erma,chegamos noite fechada.Balta conseguiu um hotel legal noite bem dormida,dia seguinte Santiago do Chile,chegamos 14:00 horas muito calor ,As motos precisam de um trato principalmente a do Maurinho(grande companheiro de estrada) e a do Robertinho ha ia me esquecendo o Didi nosso Capitão nos salvou de uma boa encrenca na ida de La Serrena para Santiago apesar de muitas reclamações seguia a 110Km velocidade permitida e tinha a Policia Chilena com Radar móvel pegando todo mundo menos o trem do Dogs,Graças ao Didi pois se fosse por mim a gente estava a 140/150km tal a vontade de chegar.Bem atendimento na Harley nota 10 .O Carlos o Mauro de lá atendeu a gente muito bem fez serviço nas 07 motos e entregou tudo no dia seguinte lavadas e brilhantes,brilhando como eu gosto(Até o resmungão do Presidente gostou de ver como era a cor original da Moto dele!!!!!Um capitulo a parte o almoço no Mercado de Santiago com destaque ao Viagra natural do Balta,cara só pelo cheiro dava para passar mal,,uma infusão cor de côcô,suco de ouriço,vinho branco nitrato de baleia e sei mais o quê!Pelo jeito é bom o Balta tomou um Copo cheio e não morreu.finalmente os Caracóis,muito muito trafego e muito Caminhões,não gostei muito desta passagem ,As cercanias não são muito bonitas,Ha mas depois da Cordilheiras a 90km de Mendoza ai sim que lindo encontramos com o Kiko dos Brotherhoods na 883 cata sovaco dele,porra este cara deve ter um cú de ferro!!!Paramos em um Restaurante maneiro
Comemos e Partillo onde tem o lago Andino do mesmo nome lindo azulzinho o pessoal faz Windsurf lá seguimos então até Mendoza.Cidade grande suprende a gente 1.200.000 habitantes,Evento diferente não tem barraquinha
E sim uma programação na qual as motos saem juntas pela Cidade e a população gosta muito e aplaude todo o tempo,fizemos um passeio a uma espécie de sitio com parreira de uva muita cerveja e lógico o ótimo vinho da região,O Balta não gosta da uva Malbec e o Robertinho só toma o tal do Casilero do Inferno,o Maurinho fuma o tempo todo,O Didi procura Academia para malhar,e eu deixa pra lá!!Os agregados o Tito e o Lélio são espetaculares o Tito filma tudo e o Lélio só fala bobagem nos divertindo muito,bem chegam o Renato e o Nelsinho que ira levar minha querida Ultra de volta para o Brasil, já sinto aquela tristeza e o arrependimento de não ter conseguido organizar minha vida profissional de maneira que pudesse terminar a viagem. Os nossos irmãos estão a caminho de casa e certamente terão grandes momentos,A minha Ultra tive noticias arrebentou uma mangueira de óleo que o Maurinho consertou,fora isto não estou sabendo mais detalhes.

Resumo

Rio-Ourinhos 7/3 saída 06:18 chegada 17:30 828Km
Ourinhos-Foz 8/3 saída 0700 chegada 17:20 701Km
Foz-Psanspena 9/3 saída 08:00 chegada 20:00 824Km
PSansPena-Salta 10/3 saída 08:00 chegada 17:30 627Km
Salta-SpAtacama 11/3 saída 07:45 chegada 20:00 600Km
SpAtacama-Antofagasta 14/3 saída 9:00 chegada 13:05 320Km
Antofagasta-La Serena 15/3 saida 08:00 chegada 20:45 908Km
La Serena-Santiago 16/3 saida 07:30 chegada 13:00 468Km
Santiago-Mendoza 18/3 saida 12:00 chegada 19:30 368KM

Total Rio-Mendoza 5.644 km.

Abraços a Todos e até Quinta na Sede.


O RETORNO DA VIAGEM

 

 

 

IMPORTANTE:  Este é um site independente  e não possuí nenhum vínculo com qualquer fabricante de motocicletas, todas as fotos e matérias expostas foram previamente autorizadas por seus proprietários.

These pages are no way associated with Harley Davidson, Inc. Trademarked names are used in an editorial manner only, and to the benefit of the trademark owner, with no intention of infringement of their trademark. Harley, Harley-Davidson® , the Harley-Davidson® logo, & the Harley-Davidson® bar-n-shield, Fat Boy®, Heritage Softail®, Springer Softail®, Road King®, Dyna Glide®, and Sportster® are trademarks or registered trademarks of Harley-Davidson, Inc®., Milwaukee, Wisconsin, USA